TERMINOLOGIAS DE ILUMINAÇÃO

em Artigos e Entrevistas.

estúdio fotográfico, focus escola de fotografia,  aulas de fotografia, escola focus, cursos de fotografia
Os termos seguintes não são estilos de iluminação propriamente ditos, mas terminologias com as quais você, como um especialista da luz, deve estar familiarizado

Em último caso, é possível
impressionar seus amigos com seu vocabulário impressionante.

Fonte de Luz Pontual: Uma fonte única e relativamente pequena, como
o sol. Perceba que pequena é um termo relativo, visto que o sol é obviamente
muito grande, mas fica pequeno quando visto à distância.

Luz Principal: A fonte principal que cria as sombras mais pronunciadas
que dão forma ao modelo.

Luz de Preenchimento: Uma segunda luz que ilumina as sombras da luz
principal.

Rim light ou Luz de Cabelo: Uma luz posicionada atrás, e geralmente
acima do modelo para criar um contorno claro em torno do corpo ou altas luzes
no cabelo.

Ele separa o modelo do plano de
fundo adiciona profundidade e dimensão. Às vezes, é chamada de luz de borda,
quando seu propósito é gerar uma borda de luz em torno do modelo.

Luz de Fundo: Uma luz utilizada para iluminar um plano de fundo ou
cenário separado do modelo. Às vezes a luz de fundo também pode servir como rim
light para o modelo.

Kicher: Uma utilizada na lateral do modelo, somando-se à principal
e ao preenchimento, podendo estar em qualquer um dos lados. Geralmente,
controlada para que não gere flare na objetiva ou ultrapasse a potência das
outras luzes. Ela aumenta a separação do plano de fundo, mas é mais proeminente
que uma luz de borda.

Catchight: O reflexo da fonte, ou fontes, de luz nos olhos. Catchights maiores, porém ser mais agradáveis porque tendem a deixar os olhos mais brilhantes e cintilantes.

Ringlight: Uma luz circular que cerca completamente a objetiva,
eliminando as sombras no modelo, mas projetando u a silhueta interessante no
plano de fundo, em torno de toda a forma dele – quando esta próximo ao fundo.
Ela tem sido muito popular na fotografia de diversas épocas.

Luz Dura: Uma luz que não é suave (rá!). Fontes menores e pontuais
geram luz dura, as quais resultam em sombras nítidas das sobre o modelo.

Difusa: Uma fonte pontual que é espalhada sobre uma grande
superfície, tornando-a maior – seja através de um material translúcido ou
rebatida em alguma superfície. Uma luz difusa é mais suave que uma pontual,
criando sombras menos definidas.

Rebatida: Luz que é refletida em outra superfície pode refletir
muita luz, como um espelho; ou pouca, como uma parede em tom escuro. A luz
torna-se difusa quando rebatida em superfície maior e não espalhada.

Ângulos de Incidência e Reflexão: O ângulo com o qual o raio
luminoso atinge seu modelo é o de incidência. Então, aquele feixe é refletido
com o mesmo ângulo, porém, na direção oposta, o que é chamado de reflexão. Na
fotografia, é muito útil estar ciente disto porque determina onde posicionar a
câmera de modo a enxergar, ou não, o reflexo de uma fonte em uma superfície
brilhante. Eles também determinam onde você posicionará um rebatedor, se quiser
rebater a luz em seu modelo.

Tapadeira: Qualquer coisa utilizada para impedir que a luz atinja
seu modelo, plano de fundo ou a objetiva da câmera. Um elefante, quando
adestrado corretamente, pode servir como uma tapadeira muito grande e útil

Fresnel: Um tipo de lente utilizado nas luzes para concentrar e
intensificar o feixe.

Na fotografia, ele é
constantemente utilizado com fontes contínuas, ou luzes “quentes”, para
aumentar o efeito de luz pontual com margens muito duras e definidas.

Gobo: Uma mutação comumente aceita das palavras “go between (vai
entre)”. No cinema e na fotografia, um gobo é um objeto posicionado diante da
luz para criar formas e sombras. Quando você faz sombras de bonecos na parede
com as mãos, esta servindo de gobo. Enquanto uma tapadeira serve para bloquear
completamente a luz, um gobo é utilizado para criar formas e padrões a partir
da luz.

Tecido Difusor: Também chamado de seda. Um tecido translúcido
utilizado para suavizar e difundir a luz que passa através dele.

Snoot: Um tubo ou cone
utilizado sobre fonte de luz para direcionar ou mirar a luz.

Grande ou Colmeia: Um disco com padrão de retas, colmeia ou
quadrados, que fica distante da fonte de luz. Ela também pode ser feita de
tecido, no mesmo tamanho e forma de um softbox. É utilizada para direcionar a
luz em direção geral, minimizando sua tendência de se espalhar, sem reduzir o
tamanho relativo da fonte. Isso permite que fontes maiores e mais suaves ainda
sejam direcionais e controladas.

Chiaroscuro: Gosto desta palavra. É engraçada de se pronunciar e
representa aquela qualidade luminosa da luz e da sombra que dá forma e define
um modelo. Um sombreamento bonito e contrastante que dê volume e profundidade
ao seu modelo é um chiaroscuro. Lembre-se, é “qui-a-ro-is-cu-ro”, como quiabo,
só que diferente.

Aproveite para rever mais dicas sobre técnicas de estúdio
nas suas apostilas, bibliografias e vídeos das aulas de fotografia dos cursos
profissionalizante da Escola Focus.

PIONEIRISMO E INOVAÇÃO:
FOCUS Escola de Fotografia – Desde
1975:  
https://focusfoto.com.br    

CONFIRA TCC DE ALUNOS DA ESCOLA FOCUS!  https://focusfoto.com.br/tag/tcc/

Opinião de Ex- Alunos que estudaram na FOCUS! https://goo.gl/C235XR
Blog de Fotografia:  https://focusfoto.com.br/blogs/

Flickr – Foto Galeria dos Alunos da Escola Focus
https://www.flickr.com/photos/focus_escola_de_fotografia/

terminologias de iluminação, estilos de iluminação, especialista, luz,
vocabulário, modelo, aulas de fotografia, cursos de fotografia, escolas de
fotografia,

#estúdio #dicas_fotografia #escola_focus #focus #focus_escola_de_fotografia  #focusfoto #focus_fotografia #alunos_fotografia #cursos_fotografia #escolas_de_fotografia #aulas_fotografia  #enio_leite    #cursosdefotografia 

Sobre o autor

ATENÇÃO: OS TEXTOS, MATÉRIAS TÉCNICAS, APRESENTADAS NESSE BLOG SÃO PESQUISADAS, SELECIONADAS E PRODUZIDAS PELOS ALUNOS, PROFESSORES E COLABORADORES DA FOCUS PARA USO MERAMENTE DIDÁTICO E COMPLEMENTAR ÁS AULAS DE FOTOGRAFIA NAS MODALIDADES DE CURSOS PRESENCIAIS OU A DISTÂNCIA EAD, MANTIDOS PELA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA, SEM QUALQUER OUTRO TIPO DE PROPÓSITO, RELEVÂNCIA OU CONOTAÇÃO. PARA MAIORES INFORMAÇÕES CONSULTE https://focusfoto.com.br A Focus é a única escola de fotografia no Brasil, que oferece ao aluno o direito de obter seu REGISTRO LEGALIZADO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL, emitido pelo Ministério do Trabalho, por meio de cursos com carga horária total de 350 horas, incluindo períodos de estágio, preparo e defesa de TCC OS CURSOS DA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA SÃO RECONHECIDOS PELA LEI N. 9.394, ARTIGO 44, INCISO 1 (LEI DE EDUCAÇÃO) O REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL é unificado, sendo o mesmo obtido pelas melhores Universidades Públicas do Estado de São Paulo. E você poderá obtê-lo EM QUALQUER MODALIDADE DE CURSOS DA FOCUS, presenciais ou a distância EAD em menos de 6 meses de curso. O aluno obterá seu REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL diretamente nas agências regionais do Ministério do Trabalho e Emprego. Este registro é fundamental para o exercício legal da profissão, constituição de seu próprio negócio, ingressos em concursos públicos e processos admissionários em empresas de fotografia, públicas ou particulares, bancos de imagens, agências de notícias, jornalismo e consularização de seu registro de fotógrafo, caso queira trabalhar em outros países ou Ongs. Internacionais, como "FOTÓGRAFOS SEM FRONTEIRAS" entre outras modalidades. SEJA FOTÓGRAFO DEVIDAMENTE REGULAMENTADO. QUALIDADE E EXCELÊNCIA EM EDUCAÇÃO FOTOGRÁFICA É NOSSO DIFERENCIAL HÁ MAIS DE QUATRO DÉCADAS. Os alunos recém-formados pela Focus competem em nível de igualdade com fotógrafos profissionais que estão no mercado há mais de 30 anos. Na FOCUS, o aluno entra no mercado de trabalho pela porta da frente! Os alunos, após formados, são encaminhados para o mercado de trabalho. Cursos 100% práticos, apostilados e com plantão de dúvidas. Faça bem feito, faça Focus! Há mais de 44 anos formando novos profissionais. AUTOR DO PROJETO e MEDIADOR DESSE BLOG: Prof. Dr. Enio Leite Alves, Professor Titular aposentado da Universidade de São Paulo, nascido em São Paulo, SP, 1953. PROF. DR. ENIO LEITE: Área de atuação: Fotografia educacional, fotografia autoral, fotojornalismo, moda, propaganda e publicidade. Pesquisador iconográfico. Sociólogo, jornalista, físico, fotoquímico, inventor e docente universitário. Fotografo de imprensa desde 1967, prestando serviços para os Diários Associados e professor do Sesc e do Curso de Artes Fotográficas Senac Dr. Vila Nova, São Paulo. Fotografo do Jornal da Tarde em 1972 -1973. Em 1975, funda a FOCUS – ESCOLA DE FOTOGRAFIA, primeira instituição de ensino técnico e tecnológico da AMÉRICA LATINA. No mesmo ano, suas fotos são premiadas na 13ª Bienal Internacional de São Paulo, quando a fotografia passa a reconhecida pela primeira vez como obra de valor artístico. Enio Leite, fundador do MOVIMENTO PHOTOUSP no início dos anos 70, com Raul Garcez e Sergio Burgi, entre outros, no centro acadêmico da Escola Politécnica, na Cidade Universitária, São Paulo-SP. Professor de fotografia publicitária da Escola Superior de Propaganda e Marketing, (ESPM), 1982 a 1984. Mestre em Ciências da Comunicação em 1990, pela Escola de Comunicação e Artes, USP. Doutor em História da Fotografia, Fotoquímica, Óptica fotográfica e Fotografia Publicitária Digital, em 1993, pela UNIZH, Suíça. No ano de 1997 obteve Livre Docência na Universitá Degli Studi di Roma Tre. Professor convidado pela Miami Dade University, Flórida, 1995. Pesquisador e escritor, publicou o primeiro livro didático em língua portuguesa sobre fotografia digital, Editora Viena, São Paulo, maio 2011, já na quarta edição e presente nas principais universidades brasileiras portuguesas. Colabora com artigos, ensaios, pesquisas e títulos sobre fotoquímica, radioquímica, técnica fotográfica, tecnologia digital da imagem, semiótica e filosofia da imagem para publicações especializadas nacionais e internacionais. (Fonte: Agência Estado - 12/03/2019)

Deixe seu comentário

  • (não será mostrado)