MESTRES DA FOTOGRAFIA: BERENICE ABBOTT

em dicas de fotografia.

Mestres da Fotografia, Berenice Abboyy, Man Ray, Eugene Atget, Nova York, Paris, fotografia moderna, Presidente Roosevelt, aula de fotografia sp, focus, escolas de fotografia sp, cursos de fotografia sp, curso de fotografia profissional sp, focus escola de fotografia, melhores escolas de fotografia no Brasil, escola focus

Bernice Abbott, Grand Central Station, 1930, Nova York

O cotidiano e o momento único da fotografia documental

A obra de Berenice Abbout está intimamente ligada a cidade de Nova York, onde graças ao seu trabalho se firmou como uma das mais importantes documentaristas da década de 30.

Abbott nasceu em Springfield, no estado norte-americano de Ohio em 1898. Ainda adolescente resolveu se mudar para a já cosmopolita Nova Yorkonde se juntou a uma das trupes de teatro mais modernas das cidades: o Provincetown Players, grupo de vanguarda que revelou escritores como Eugene O’Neill e Djuna Barnes.

Logo se tornou mais uma da turma do Greenwinch Village, bairro adotado pelos artistas da época. Em 1921, assim como a maioria dos artistas do Village, ela se mudou para Paris com a intensão de começar uma vida nova e estudar escultura. Lá ela começou a ganhar a vida sendo assistente de outra figurinha carimbada do Village, o fotografo Man Ray.

Ray lhe ensinou tudo sobre fotografia e logo ela se revelou uma grande retratista sendo cada vez mais solicitada por boa parte da intelligentsia francesa da época. Foi também em Paris que ela conheceu uma de suas maiores influências, o fotografo francês Eugene Atget que durante duas décadas produziu oito mil fotos que registram a cultura, arquitetura e monumentos da capital francesa.

Após a morte de Atget em 1927, Berenice Abbott comprou vários negativos e fotos de seu patrimônio. Ao descrever as fotografias de Atget alguns anos depois ela afirmou: “ O impacto que elas provocaram em mim foi imediato e tremendo; houve uma identificação instantânea”. Abboutt foi a principal responsável pela divulgação do trabalho de Atget, principalmente nos Estados Unidos, sendo nomeada curadora de uma mostra retrospectiva de sua obra pelo Museu de Nova York que comprou todo o acervo fotográfico de Atget em 1968.

Mas a influência de Arget sobre Berenice apareceu em seu trabalho muito antes. Em 1929, Abbott volta aos Estados Unidos e inspirada pelo trabalho de Atget resolve fazer algo semelhante ao que ele fez em Paris em New York. Com o apoio do diretor do museu da cidade, Phelps Stokes, ela foi contratada pelo Federal Art Project of the Works Progress Administration, criado durante a gestão do presidente Roosevelt.

Nascia o seu trabalho mais conhecido:  Changing New York, onde Berenice através de suas lentes, mostra a cidade velha dando lugar a modernidade dos arranha-céus, vias expressas e pontes de metal que modificavam gradativamente a paisagem urbana. Outro de seus grandes projetos foi à projetos foi á documentação fotográfica da roda US, n.1, que vai do Maine à Florida.

Além de produzir uma das obras mais importantes da fotografia documental do século passado e resgatar a obra de Atget que hoje é considerado o pai da fotografia moderna, moderna, Abbott também se dedicou à área cientifica fotografando entre outras coisas campos magnéticos.

Como se não bastasse, Abbott foi a primeira mulher a ser admitida na Academia Americana de Artes e Letras, quando já era uma octogenária. No fim da vida contraiu um enfisema pulmonar, fruto de muitos anos respirando produtos químicos para revelar filmes e fotografando Nova Yorkdo alto de seus arranha-céus ao relento. Morreu em 1991 aos 93 anos de idade.

Veja outros mestres da fotografia no material didático dos seus cursos da Escola Focus

FOCUS Escola de Fotografia –  http://focusfoto.com.br
Conheça os novos cursos da Focus: http://focusfoto.com.br/cursos/

Confira opinião de Ex-Alunos: https://goo.gl/yRlkM9
Fale com a Focus: cursos@focusfoto.com.br

Seja fotografo regulamentado
Obtenha seu registro Mtb de fotografo profissional

 Referência em ensino de fotografia
“Faça bem feito, faça Focus – Desde 1975”

Sobre o autor

ATENÇÃO: OS TEXTOS, MATÉRIAS TÉCNICAS, APRESENTADAS NESSE BLOG SÃO PESQUISADAS, SELECIONADAS E PRODUZIDAS PELOS ALUNOS, PROFESSORES E COLABORADORES DA FOCUS PARA USO MERAMENTE DIDÁTICO E COMPLEMENTAR ÁS AULAS DE FOTOGRAFIA NAS MODALIDADES DE CURSOS PRESENCIAIS OU A DISTÂNCIA EAD, MANTIDOS PELA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA, SEM QUALQUER OUTRO TIPO DE PROPÓSITO, RELEVÂNCIA OU CONOTAÇÃO. PARA MAIORES INFORMAÇÕES CONSULTE https://focusfoto.com.br A Focus é a única escola de fotografia no Brasil, que oferece ao aluno o direito de obter seu REGISTRO LEGALIZADO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL, emitido pelo Ministério do Trabalho, por meio de cursos com carga horária total de 350 horas, incluindo períodos de estágio, preparo e defesa de TCC OS CURSOS DA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA SÃO RECONHECIDOS PELA LEI N. 9.394, ARTIGO 44, INCISO 1 (LEI DE EDUCAÇÃO) O REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL é unificado, sendo o mesmo obtido pelas melhores Universidades Públicas do Estado de São Paulo. E você poderá obtê-lo EM QUALQUER MODALIDADE DE CURSOS DA FOCUS, presenciais ou a distância EAD em menos de 6 meses de curso. O aluno obterá seu REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL diretamente nas agências regionais do Ministério do Trabalho e Emprego. Este registro é fundamental para o exercício legal da profissão, constituição de seu próprio negócio, ingressos em concursos públicos e processos admissionários em empresas de fotografia, públicas ou particulares, bancos de imagens, agências de notícias, jornalismo e consularização de seu registro de fotógrafo, caso queira trabalhar em outros países ou Ongs. Internacionais, como "FOTÓGRAFOS SEM FRONTEIRAS" entre outras modalidades. SEJA FOTÓGRAFO DEVIDAMENTE REGULAMENTADO. QUALIDADE E EXCELÊNCIA EM EDUCAÇÃO FOTOGRÁFICA É NOSSO DIFERENCIAL HÁ MAIS DE QUATRO DÉCADAS. Os alunos recém-formados pela Focus competem em nível de igualdade com fotógrafos profissionais que estão no mercado há mais de 30 anos. Na FOCUS, o aluno entra no mercado de trabalho pela porta da frente! Os alunos, após formados, são encaminhados para o mercado de trabalho. Cursos 100% práticos, apostilados e com plantão de dúvidas. Faça bem feito, faça Focus! Há mais de 44 anos formando novos profissionais. AUTOR DO PROJETO e MEDIADOR DESSE BLOG: Prof. Dr. Enio Leite Alves, Professor Titular aposentado da Universidade de São Paulo, nascido em São Paulo, SP, 1953. PROF. DR. ENIO LEITE: Área de atuação: Fotografia educacional, fotografia autoral, fotojornalismo, moda, propaganda e publicidade. Pesquisador iconográfico. Sociólogo, jornalista, físico, fotoquímico, inventor e docente universitário. Fotografo de imprensa desde 1967, prestando serviços para os Diários Associados e professor do Sesc e do Curso de Artes Fotográficas Senac Dr. Vila Nova, São Paulo. Fotografo do Jornal da Tarde em 1972 -1973. Em 1975, funda a FOCUS – ESCOLA DE FOTOGRAFIA, primeira instituição de ensino técnico e tecnológico da AMÉRICA LATINA. No mesmo ano, suas fotos são premiadas na 13ª Bienal Internacional de São Paulo, quando a fotografia passa a reconhecida pela primeira vez como obra de valor artístico. Enio Leite, fundador do MOVIMENTO PHOTOUSP no início dos anos 70, com Raul Garcez e Sergio Burgi, entre outros, no centro acadêmico da Escola Politécnica, na Cidade Universitária, São Paulo-SP. Professor de fotografia publicitária da Escola Superior de Propaganda e Marketing, (ESPM), 1982 a 1984. Mestre em Ciências da Comunicação em 1990, pela Escola de Comunicação e Artes, USP. Doutor em História da Fotografia, Fotoquímica, Óptica fotográfica e Fotografia Publicitária Digital, em 1993, pela UNIZH, Suíça. No ano de 1997 obteve Livre Docência na Universitá Degli Studi di Roma Tre. Professor convidado pela Miami Dade University, Flórida, 1995. Pesquisador e escritor, publicou o primeiro livro didático em língua portuguesa sobre fotografia digital, Editora Viena, São Paulo, maio 2011, já na quarta edição e presente nas principais universidades brasileiras portuguesas. Colabora com artigos, ensaios, pesquisas e títulos sobre fotoquímica, radioquímica, técnica fotográfica, tecnologia digital da imagem, semiótica e filosofia da imagem para publicações especializadas nacionais e internacionais. (Fonte: G1 - 12/03/2020)

Deixe seu comentário

  • (não será mostrado)