FOTOGRAFO: INVISTA EM VOCÊ!

em Artigos e Entrevistas, Dicas & Tutoriais, dicas de fotografia, Serviços.

fotografos profissionais escola focus enio leite curso de fotografia noticias sobre fotografia dicas de fotografia

O novo ano no Brasil tem uma tradição: tudo toma fôlego logo a partir do mês de Abril! Vamos por em prática aqueles planos e promessas que sempre fazemos ao começar um novo trimestre.

Talvez seus planos sejam montar seu próprio negócio, aprender uma nova profissão, fazer  um bom curso de fotografia ou ainda investir na sua educação.

As escolas de fotografia oferecem a você a possibilidade de realizar seu sonho. O advento da fotografia digital tem ampliado a demanda da fotografia, com a internet, fotos livros, banners e pôsteres e tudo mais o que você possa imaginar. A boa fotografia ainda é a melhor ferramenta de marketing, ajuda a vender mais. Os programas da maioria das escolas e cursos possibilitam aos interessados iniciarem no mundo da fotografia dispondo de duas excelentes vantagens com relação ao horário e forma de pagamento. Com flexibilidade de dias e horários durante os dias de semana e também aos finais de semana, os interessados encontram facilidade para conciliar o trabalho do dia-a-dia com o curso, além da possibilidade de pagá-lo mensalmente. Não devemos nos esquecer também dos cursos a distancia EAD, muito procurado por aqueles que se encontram geograficamente longe das escolas de fotografia ou mesmo de brasileiros residentes  no exterior.

Este ano traz novas promessas nas áreas da tecnologia de difusão da imagem e abertura de novos mercados. Estamos entrando agora em uma fase agradável, onde o clima se estabiliza e nada melhor que aproveitar todas essas vantagens que a escola oferece para investir em você.

Os cursos profissionalizantes de fotografia possibilitam seu ingresso no mercado de trabalho entre 4 meses a 3 anos, dependendo da programação e didática de cada escola. A experiência nos mostra que nem sempre o bom aluno, efetivamente se torna um bom profissional. Verifique se os cursos oferecidos proporcionam esta capacitação.

Quando iniciamos nossos trabalhos, em 1975, a Escola Focus era a única escola de capacitação técnica em fotografia no Brasil. Trouxemos nossa experiência através dos cursos que desenvolvíamos junto ao SESC/SENAC. Lá, começamos nos anos 60, época do milagre econômico, a cada ano eram lançadas novas câmeras, novos flashes, novos filmes, químicos etc. Tínhamos que instruir os balconistas da noite para o dia. Muitos fotógrafos profissionais aprendiam nos balcões da Fotóptica e Cinótica, dois únicos estabelecimentos em São Paulo, especializados em fotografia profissional ou ainda na Fomar, no Rio de Janeiro.

Mas, muitos ainda me perguntam: “Não vale mais a pena investir em outra coisa”?

De acordo com a pesquisa da Fundação Dom Cabral, 67% das 76 maiores empresas do Brasil têm dificuldades para preencher vagas. A principal razão: escassez de mão-de-obra especializada e de profissionais com pós-graduação.

 Em pesquisa realizada recentemente pela Manpower, quase dois terços dos empregadores brasileiros afirmaram encontrar dificuldades para selecionar profissionais qualificados e preencher cargos disponíveis.

Para medir a carência de mão-de-obra qualificada no Brasil, o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic) deverá fazer um censo dos profissionais da área tecnológica em todo o país ainda nesse ano. O Governo é consciente que o progresso do país depende, em grande escala, da formação continuada dos trabalhadores, além dos investimentos maciços por parte das empresas e da melhoria das condições de infra estrutura.

Do crescimento, emerge uma importante constatação: o país apresenta uma taxa de desemprego abaixo da dos países ricos e, pelo menos nas áreas metropolitanas, abaixo da média mundial, mas não há mão-de-obra qualificada para preencher as vagas.

E quando há mão de obra qualificada, não há remuneração a sua altura. Resumindo: Ou você  possui seleto relacionamento social que possa indicá-lo a pessoas e/ou empresas certas ou acabará inevitavelmente sendo mão de obra quarterizada.

 Com certeza há duas grandes profissões com grande aceitação internacional. Você poderá começar a trabalhar imediatamente em qualquer um dos quatro cantos do planeta! Especialista em  Ti ou fotógrafo. No Brasil, os profissionais de Ti mais valorizados são os jovens, que a partir do 40 anos já são descartados. Por outro lado, o publico prefere contratar fotógrafos acima dos 40 anos, acreditando que este perfil de profissional  é mais experiente, que terá a solução exata para a sua imagem ou imagem de sua empresa.

Quando começamos, em 1975, éramos a única escola de ensino profissionalizante daquela época. A elite paulistana vigente entendia a fotografia “como  uma diversão interessante e cara”!  Hoje, apenas em São Paulo, são mais de 100 escolas e cursos. Para todos os gostos e bolsos. Mas poucas são  realmente profissionalizantes cujo certificado  possibilita o registro de responsabilidade profissional, como CRM, CREA, OAB, etc.

 Quando for escolher um curso, veja a localização da escola. Está perto da sua casa e do seu emprego?  Os professores são profissionais especializados? São pós graduados em fotografia?  Converse com alunos que já estudaram lá. Veja se o site destas escolas tem galerias de fotografia. Veja também se os sites apresentam opinião de ex-alunos e sites de alunos formados pela escola. Esta referência é muito importante, para que você possa detectar qual o padrão dos profissionais que a escola em questão está formando para o mercado de trabalho.

 Outra fonte de pesquisa referencial pode ser o Flickr da escola onde você pretende estudar. Lá, geralmente a escola sempre posta as melhores imagens feitas por alunos. Outra forma de pesquisa pode ser o site da escola que lhe chamou a atenção e depois  confira os trabalhos dos seus alunos.

 Por fim, uma coisa muito interessante! O bom aluno, nem sempre poderá ser o melhor profissional. Veja se a escola ou curso pretendido colocam o aluno a prova e se depois oferecem a opção de encaminhá-los ao mercado de trabalho.

 O aluno deve ter experiência prática, não ter medo de fotografar, seja com modelos em estúdio, com produtos e gastronomia, em casamentos e eventos sociais ou mesmo fotojornalismo. É a sua destreza, rapidez na tomada de decisões e domínio técnico que irão fazer a diferença.

 Pense nisso e  quando estiver formado, exerça a profissão legalmente, mediante seu Mtb de fotografo profissional. Não confunda com Mtb de repórter fotográfico, uma especialização na área do jornalismo

 Texto: Prof. Dr.Enio Leite

Sobre o autor

ATENÇÃO: OS TEXTOS, MATÉRIAS TÉCNICAS, APRESENTADAS NESSE BLOG SÃO PESQUISADAS, SELECIONADAS E PRODUZIDAS PELOS ALUNOS, PROFESSORES E COLABORADORES DA FOCUS PARA USO MERAMENTE DIDÁTICO E COMPLEMENTAR ÁS AULAS DE FOTOGRAFIA NAS MODALIDADES DE CURSOS PRESENCIAIS OU A DISTÂNCIA EAD, MANTIDOS PELA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA, SEM QUALQUER OUTRO TIPO DE PROPÓSITO, RELEVÂNCIA OU CONOTAÇÃO. PARA MAIORES INFORMAÇÕES CONSULTE https://focusfoto.com.br A Focus é a única escola de fotografia no Brasil, que oferece ao aluno o direito de obter seu REGISTRO LEGALIZADO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL, emitido pelo Ministério do Trabalho, por meio de cursos com carga horária total de 350 horas, incluindo períodos de estágio, preparo e defesa de TCC OS CURSOS DA FOCUS ESCOLA DE FOTOGRAFIA SÃO RECONHECIDOS PELA LEI N. 9.394, ARTIGO 44, INCISO 1 (LEI DE EDUCAÇÃO) O REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL é unificado, sendo o mesmo obtido pelas melhores Universidades Públicas do Estado de São Paulo. E você poderá obtê-lo EM QUALQUER MODALIDADE DE CURSOS DA FOCUS, presenciais ou a distância EAD em menos de 6 meses de curso. O aluno obterá seu REGISTRO DE FOTÓGRAFO PROFISSIONAL diretamente nas agências regionais do Ministério do Trabalho e Emprego. Este registro é fundamental para o exercício legal da profissão, constituição de seu próprio negócio, ingressos em concursos públicos e processos admissionários em empresas de fotografia, públicas ou particulares, bancos de imagens, agências de notícias, jornalismo e consularização de seu registro de fotógrafo, caso queira trabalhar em outros países ou Ongs. Internacionais, como "FOTÓGRAFOS SEM FRONTEIRAS" entre outras modalidades. SEJA FOTÓGRAFO DEVIDAMENTE REGULAMENTADO. QUALIDADE E EXCELÊNCIA EM EDUCAÇÃO FOTOGRÁFICA É NOSSO DIFERENCIAL HÁ MAIS DE QUATRO DÉCADAS. Os alunos recém-formados pela Focus competem em nível de igualdade com fotógrafos profissionais que estão no mercado há mais de 30 anos. Na FOCUS, o aluno entra no mercado de trabalho pela porta da frente! Os alunos, após formados, são encaminhados para o mercado de trabalho. Cursos 100% práticos, apostilados e com plantão de dúvidas. Faça bem feito, faça Focus! Há mais de 44 anos formando novos profissionais. AUTOR DO PROJETO e MEDIADOR DESSE BLOG: Prof. Dr. Enio Leite Alves, Professor Titular aposentado da Universidade de São Paulo, nascido em São Paulo, SP, 1953. PROF. DR. ENIO LEITE: Área de atuação: Fotografia educacional, fotografia autoral, fotojornalismo, moda, propaganda e publicidade. Pesquisador iconográfico. Sociólogo, jornalista, físico, fotoquímico, inventor e docente universitário. Fotografo de imprensa desde 1967, prestando serviços para os Diários Associados e professor do Sesc e do Curso de Artes Fotográficas Senac Dr. Vila Nova, São Paulo. Fotografo do Jornal da Tarde em 1972 -1973. Em 1975, funda a FOCUS – ESCOLA DE FOTOGRAFIA, primeira instituição de ensino técnico e tecnológico da AMÉRICA LATINA. No mesmo ano, suas fotos são premiadas na 13ª Bienal Internacional de São Paulo, quando a fotografia passa a reconhecida pela primeira vez como obra de valor artístico. Enio Leite, fundador do MOVIMENTO PHOTOUSP no início dos anos 70, com Raul Garcez e Sergio Burgi, entre outros, no centro acadêmico da Escola Politécnica, na Cidade Universitária, São Paulo-SP. Professor de fotografia publicitária da Escola Superior de Propaganda e Marketing, (ESPM), 1982 a 1984. Mestre em Ciências da Comunicação em 1990, pela Escola de Comunicação e Artes, USP. Doutor em História da Fotografia, Fotoquímica, Óptica fotográfica e Fotografia Publicitária Digital, em 1993, pela UNIZH, Suíça. No ano de 1997 obteve Livre Docência na Universitá Degli Studi di Roma Tre. Professor convidado pela Miami Dade University, Flórida, 1995. Pesquisador e escritor, publicou o primeiro livro didático em língua portuguesa sobre fotografia digital, Editora Viena, São Paulo, maio 2011, já na quarta edição e presente nas principais universidades brasileiras portuguesas. Colabora com artigos, ensaios, pesquisas e títulos sobre fotoquímica, radioquímica, técnica fotográfica, tecnologia digital da imagem, semiótica e filosofia da imagem para publicações especializadas nacionais e internacionais. (Fonte: Agência Estado - 12/03/2019)

Deixe seu comentário

  • (não será mostrado)